Edital para Comunicações

A Associação dos Liturgistas do Brasil - ASLI, cumprindo sua missão de fomentar a pesquisa e o debate acadêmico, irá realizar de 22 a 26 de janeiro de 2024 a 9a Jornada Litúrgica com o tema: Tema: “Formação litúrgica: desejos, linguagens, caminhos”. O objetivo da jornada, portanto, é promover o intercâmbio de estudantes, pesquisadores e liturgistas, e a reflexão de temas atuais e pertinentes das ciências litúrgicas, fortalecendo e animando a missão pastoral.

Convidamos aos estudantes, pesquisadores, liturgistas e demais interessados a submeterem propostas de comunicações para serem apresentadas oralmente no decorrer do encontro.


Normas para o envio de Comunicações:


a) Observações gerais:

Serão aceitas comunicações propostas por: alunos do Programa de Iniciação Científica (PIBIC), pós-graduandos lato sensu e stricto sensu, mestres e doutores. As comunicações deverão ser enviadas para o e-mail: frluisfelipe@gmail.com

1. As propostas de comunicação (resumos) deverão ser enviadas até o dia 15 de dezembro de 2023.

2. Os resumos deverão conter entre 150 a 200 palavras, apresentando com clareza e concisão: tema, objetivos, metodologia, conclusões (cf. formato abaixo).

3. Resposta da avaliação da proposta de comunicação: 30 de dezembro de 2023. 4. Data limite para o envio dos textos completos: 31 de março de 2024.

4. Os textos poderão ser indicados para publicação no livro: Atualização Litúrgica – ASLI 7 (publicação anual da Associação em parceria com a Editora Paulus).


b) Formato do resumo das comunicações

1. A estrutura do Resumo deve ser a seguinte: - Título da comunicação

- Nome(s) do(s) proponente(s) com titulação

- Instituição de origem (se houver)

- Resumo de 150 a 200 palavras, com palavras-chave (entre 3 e 5 palavras), separadas por ponto


c) Formato de textos completos para a publicação nas atas do Encontro

1. Números de páginas: entre 15 e 18, incluindo as referências. 2. O texto deve ter a seguinte estrutura:

- Introdução. Desenvolvimento. Conclusão.

- Referências bibliográficas.


DIGITAÇÃO

- Utilizar fonte Times New Roman, 12 pt.

- Editor de texto Microsoft Word ou compatível; - Página A4;

- Não deve haver espaço entre parágrafos;

- O parágrafo inicia com um recuo de 1 cm.


ESTRUTURA DO ARTIGO

O título de uma seção primária deve ser escrito em minúscula (exceto nome próprio), fonte 14 pt, negrito, alinhados à esquerda. Da seção secundária em diante a fonte é tamanho 12, negrito, alinhado à esquerda. A enumeração segue a lógica sequencial de numerais arábicos: 1; 1.1; 1.2; 1.2.1; 1.2.2; etc. O último número não deve ser seguido de ponto.


CITAÇÕES

As citações diretas (textuais) curtas (até três linhas) devem ser feitas no próprio texto entre aspas duplas. As citações diretas longas (mais de três linhas) devem ser feitas em parágrafo específico com recuo de 2 cm em fonte regular tamanho 11, com entrelinha simples e com o espaço de uma linha em relação ao texto anterior e posterior.

Para citações BIBLICAS, deve se usar uma das traduções recentes de publicação da Editora Paulus.


NOTAS DE REFERÊNCIA

Deverão ser digitadas no próprio texto, entre parênteses, seguindo a lógica “sobrenome, ano e página”. Caso haja dois autores com o mesmo sobrenome, acrescente-se a abreviatura do nome. Caso haja mais de uma obra do mesmo ano e do mesmo autor, o ano seja seguido de letras sequenciais do alfabeto. No final do texto, apresente as referências completas.

Ex.: (MIRANDA, 2010, p. 37).

(BOFF, C., 2013, p. 45) (BOFF, L., 2003a, p. 76) (BOFF, L., 2003b, p. 105)


REFERÊNCIAS

Para a elaboração das referências seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). As referências de obras efetivamente utilizadas aparecem em lista única no final do artigo, digitadas em fonte 11 pt, com entrelinhas simples. No fim de cada referência deixar uma linha em branco; em ordem alfabética de sobrenome. Os exemplos são meramente ilustrativos:


(1) De livro de um só autor; até três autores; mais de três autores de instituição:

ABADIE, P. Des héros peu ordinaires: théologie et histoire dans le livre des Juges. 6. ed. Paris: Cerf, 2011.

SKA, J.-L.; SONNET, J.-P.; WÉNIN, A. L’analyse narrative des récits de l’Ancien Testament. Paris: Cerf, 1999.

FARMER, W. R. Et Al. (ED.). Comentário Bíblico Internacional. Estella: Verbo Divino, 1999.


CONSELHO EPISCOPAL LATINO-AMERICANO. Conclusões da III Conferência Geral do Episcopado Latino-americano. Evangelização no presente e no futuro da América Latina. São Paulo: Paulinas, 1979.


(2) De parte de uma obra com autores diferentes; e com o mesmo autor (obs.: digitar seis caracteres underline).

LONGACRE, R. E. Wegatal Forms in Biblical Hebrew Prose. In: BERGEN, R. D. (Ed.). Biblical Hebrew and Discourse Linguistics. Dallas: Summer Institute of Linguistics, 1994, p. 50-98. LONGACRE, R. E. Weqatal Forms in Biblical Hebrew Prose. In: ______. (Ed.). Biblical Hebrew and Discourse Linguistics. Dallas: Summer Institute of Linguistics, 1994, p. 50-98.


(3) De artigo de periódico:

BLENKINSOPP, J. Structure and Style in Judges 13-16. Journal of Biblical Literature, London, v. 82, n. 1, p. 65-76, mar./jun. 1963.


(4) De artigo da internet:

VALENSIN, A. Immanence. Revista Cartazes, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, p. 14-32, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2015 INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Municípios brasileiros que indicam desmatamento e/ou queimadas. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/images/mapa21.pdf>. Acesso em: 09 ago. 2016.


(5) De verbete de dicionário ou citação de um volume de coleção: os verbetes em alfabeto não latino deverão ser transliterados em alfabeto latino.

BRAUN, H. Poieõ. In: KITTEL, G.; FRIEDRICH, G. (Ed.). Theologisches Wörterbuch zum Neuen Testament. Stuttgart: W. Kohlhammer, 1979. v. 6, p. 456-483.


(6) Monografias, dissertações e teses:

SANGUINETTI, C. La funzione retorica e teologica di Romani 9 nel contesto della sezione 9-11. 2005. Tese (Doutorado em Teologia) – Pontificia Università della Santa Croce, Roma, 2005.


(7) Trabalhos apresentados em congressos ou outros eventos acadêmicos:

SOUSA, P. J. N. Leitura econômica, ecológica e teológica de Ap 18,9-20. In: SIMPÓSIO NACIONAL FILOSÓFICO-TEOLÓGICO, 8., 2012, Belo Horizonte. Que fazemos com a Terra que Deus nos confiou? Filosofia, Teologia e Consciência Planetária. Belo Horizonte: FAJE, 2012. 1 CD. ISSN 2176-1337.


(8) Citação de resenha ou recensão:

RUIZ DE COPEGUI, J. A. A flor impossível: salmos e cantos de esperança. São Paulo: Loyola, 1978. 134 p. Recensão de: LIBANIO, J. B. Síntese, Belo Horizonte, v. 5, n. 13, p. 161-162, abr./jun. 1978.


Pe. Rodrigo José Arnoso Santos, CSSR

Secretário Executivo

São Paulo, 1 de setembro de 2023

 
 
  • Edital Comunicações
    Edital Comunicações
    A Associação dos Liturgistas do Brasil ? ASLI, cumprindo sua missão de fomentar a
    pesquisa e o debate acadêmico, irá realizar de 23 a 27 de janeiro de 2023 a 8ª Jornada
    Litúrgica com o tema: Tema: “A celebração dos 60 anos da Sacrosanctum Concilium”. O
    objetivo da jornada, portanto, é promover o intercâmbio de estudantes, pesquisadores e
    liturgistas, e a reflexão de temas atuais e pertinentes das ciências litúrgicas, fortalecendo
    e animando a missão pastoral.
    Convidamos aos estudantes, pesquisadores, liturgistas e demais interessados a
    submeterem propostas de comunicações para serem apresentadas oralmente no decorrer do
    encontro.
    Normas para o envio de Comunicações:
    a) Observações gerais:
    Serão aceitas comunicações propostas por: alunos do Programa de Iniciação Científica (PIBIC),
    pós?graduandos lato sensu e strito sensu, mestres e doutores. As comunicações deverão ser
    enviadas para o e?mail: frluisfelipe@gmail.com
    1. As propostas de comunicação (resumos) deverão ser enviadas até o dia 15 de dezembro de
    2022.
    2. Os resumos deverão conter entre 150 a 200 palavras, apresentando com clareza e concisão:
    tema, objetivos, metodologia, conclusões (cf. formato abaixo).
    3. Resposta da avaliação da proposta de comunicação: 30 de dezembro de 2022.
    4. Data limite para o envio dos textos completos: 17 de janeiro de 2023.
    5. Os textos poderão ser indicados para publicação no livro: Atualidade Litúrgica – ASLI 6
    (publicação anual da Associação em parceria com a Editora Paulus).
    b) Formato do resumo das comunicações
    1. A estrutura do Resumo deve ser a seguinte:
    ? Título da comunicação
    ? Nome(s) do(s) proponente(s) com titulação
    ? Instituição de origem (se houver)
    ? Resumo de 150 a 200 palavras, com palavras?chave (entre 3 e 5 palavras), separadas por
    ponto
    c) Formato de textos completos para a publicação nas atas do Encontro
    1. Números de páginas: entre 15 e 18, incluindo as referências.
    2. O texto deve ter a seguinte estrutura:
    ? Introdução. Desenvolvimento. Conclusão.
    8ª Jornada Litúrgica
    34ª Assembleia da ASLI
    23 a 27 de janeiro 2022 ? Palmas/TO
    ? Referências bibliográficas.
    DIGITAÇÃO
    ? Utilizar fonte Times New Roman, 12 pt.
    ? Editor de texto Microsoft Word ou compatível;
    ? Página A4;
    ? Não deve haver espaço entre parágrafos;
    ? O parágrafo inicia com um recuo de 1 cm.
    ESTRUTURA DO ARTIGO
    O título de uma seção primária deve ser escrito em minúscula (exceto nome próprio),
    fonte 14 pt, negrito, alinhados à esquerda. Da seção secundária em diante a fonte é tamanho
    12, negrito, alinhado à esquerda. A enumeração segue a lógica sequencial de numerais
    arábicos: 1; 1.1; 1.2; 1.2.1; 1.2.2; etc. O último número não deve ser seguido de ponto.
    CITAÇÕES
    As citações diretas (textuais) curtas (até três linhas) devem ser feitas no próprio texto
    entre aspas duplas. As citações diretas longas (mais de três linhas) devem ser feitas em
    parágrafo específico com recuo de 2 cm em fonte regular tamanho 11, com entrelinha simples
    e com o espaço de uma linha em relação ao texto anterior e posterior.
    Para citações BIBLICAS, deve se usar uma das traduções recentes de publicação da
    Editora Paulus.
    NOTAS DE REFERÊNCIA
    Deverão ser digitadas no próprio texto, entre parênteses, seguindo a lógica
    “sobrenome, ano e página”. Caso haja dois autores com o mesmo sobrenome, acrescente?se
    a abreviatura do nome. Caso haja mais de uma obra do mesmo ano e do mesmo autor, o ano
    seja seguido de letras sequenciais do alfabeto. No final do texto, apresente as referências
    completas.
    Ex.: (MIRANDA, 2010, p. 37).
    (BOFF, C., 2013, p. 45)
    (BOFF, L., 2003a, p. 76)
    (BOFF, L., 2003b, p. 105)
    REFERÊNCIAS
    Para a elaboração das referências seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de
    Normas Técnicas). As referências de obras efetivamente utilizadas aparecem em lista única no
    final do artigo, digitadas em fonte 11 pt, com entrelinhas simples. No fim de cada referência
    deixar uma linha em branco; em ordem alfabética de sobrenome. Os exemplos são meramente
    ilustrativos:
    (1) De livro de um só autor; até três autores; mais de três autores de instituição:
    ABADIE, P. Des héros peu ordinaires: théologie et histoire dans le livre des Juges. 6. ed. Paris:
    Cerf, 2011.
    SKA, J.?L.; SONNET, J.?P.; WÉNIN, A. L’analyse narrative des récits de l’Ancien Testament. Paris:
    Cerf, 1999.
    FARMER, W. R. Et Al. (ED.). Comentário Bíblico Internacional. Estella: Verbo Divino, 1999.
    CONSELHO EPISCOPAL LATINO?AMERICANO. Conclusões da III Conferência Geral do
    Episcopado Latino?americano. Evangelização no presente e no futuro da América Latina. São
    Paulo: Paulinas, 1979.
    (2) De parte de uma obra com autores diferentes; e com o mesmo autor (obs.: digitar seis
    caracteres underline).
    LONGACRE, R. E. Wegatal Forms in Biblical Hebrew Prose. In: BERGEN, R. D. (Ed.). Biblical
    Hebrew and Discourse Linguistics. Dallas: Summer Institute of Linguistics, 1994, p. 50?98.
    LONGACRE, R. E. Weqatal Forms in Biblical Hebrew Prose. In: ______. (Ed.). Biblical Hebrew
    and Discourse Linguistics. Dallas: Summer Institute of Linguistics, 1994, p. 50?98.
    (3) De artigo de periódico:
    BLENKINSOPP, J. Structure and Style in Judges 13?16. Journal of Biblical Literature, London, v.
    82, n. 1, p. 65?76, mar./jun. 1963.
    (4) De artigo da internet:
    VALENSIN, A. Immanence. Revista Cartazes, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, p. 14?32, 2006. Disponível
    em: . Acesso em: 20 jun. 2015
    INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Municípios brasileiros que indicam
    desmatamento e/ou queimadas. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. Disponível em:
    http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/images/mapa21.pdf>. Acesso em: 09
    ago. 2016.
    (5) De verbete de dicionário ou citação de um volume de coleção: os verbetes em alfabeto
    não latino deverão ser transliterados em alfabeto latino.
    BRAUN, H. Poieõ. In: KITTEL, G.; FRIEDRICH, G. (Ed.). Theologisches Wörterbuch zum Neuen
    Testament. Stuttgart: W. Kohlhammer, 1979. v. 6, p. 456?483.
    (6) Monografias, dissertações e teses:
    SANGUINETTI, C. La funzione retorica e teologica di Romani 9 nel contesto della sezione 9?11.
    2005. Tese (Doutorado em Teologia) – Pontificia Università della Santa Croce, Roma, 2005.
    (7) Trabalhos apresentados em congressos ou outros eventos acadêmicos:
    SOUSA, P. J. N. Leitura econômica, ecológica e teológica de Ap 18,9?20. In: SIMPÓSIO
    NACIONAL FILOSÓFICO?TEOLÓGICO, 8., 2012, Belo Horizonte. Que fazemos com a Terra que
    Deus nos confiou? Filosofia, Teologia e Consciência Planetária. Belo Horizonte: FAJE, 2012. 1
    CD. ISSN 2176?1337.
    (8) Citação de resenha ou recensão:
    RUIZ DE COPEGUI, J. A. A flor impossível: salmos e cantos de esperança. São Paulo: Loyola,
    1978. 134 p. Recensão de: LIBANIO, J. B. Síntese, Belo Horizonte, v. 5, n. 13, p. 161?162,
    abr./jun. 1978.
    Pe. Rodrigo José Arnoso Santos, CSSR
    Secretário Executivo
    São Paulo, 23 de setembro de 2023
 

Cadastre seu e-mail
e receba novidades!